Estamos de Mudança

Publicado: 30 de novembro de 2010 em comunicado

Depois de dois anos e pouco hospedado no WordPress.com o Netiteve inicia sua atividade num domínio próprio. E não é apenas a casa que é nova, o nome também mudou. A partir de agora o Netiteve tem o nome de Imantado.

Além das tradicionais resenhas sobre séries de tv teremos presentes aquelas dedicadas aos filmes do cinema.  Sim, uma coisa liga a outra, quem gosta de séries também não dispensa um cineminha para a diversão.

Enquanto a mudança não acontece por completo eventualmente os links levarão você do Netiteve ao Imantado e vice-versa.

Até

Exibido em 16.11.2010 na Globo

Toda série que apresenta apenas histórias fechadas a cada semana corre o risco de chegar aos extremos do êxito e do fracasso. É o caso desse episódio. Embora enquadrado no formato da série e com alguma variação aqui e ali comete o erro de prometer e não desenvolver com eficiência a trama apresentada.

Para quem viu os promos do episódio, já veiculados logo ao encerramento do anterior, tem a constatação de que perdeu mais ainda e “comprou” gato por lebre, pois a peça publicitária resume tudo o que se vê no primeiro bloco do programa. …Continue lendo…

Exibido em 09.11.2010 na Globo

Após apresentar na semana passada o episódio mais dramático eis que agora temos o mais cômico de As Cariocas. Não há o que considerar de “sério” na história apresentada desta vez. E por isso, por ser tão leve, se qualifica como o mais fraco da temporada.

A mistura do drama com os gracejos da vida dessas mulheres cariocas era a fórmula que fazia o programa se sustentar. Às vezes era o lado dramático que dava força a um episódio sem muita graça e por vezes era a comicidade que dava um brilho a um drama nada profundo. …Continue lendo…

The Walking Dead – 1×02 – Guts

Publicado: 9 de novembro de 2010 em The Walking Dead
Tags:

Exibido em 07.11.2010 na AMC

Após a estréia impressionante para uma emissora pequena (e que se refletiu no interesse dos espectadores nos outros paises numa exibição quase mundial) era certo um retorno em massa para o segundo episódio. Mesmo com uma leve queda na audiência o sucesso se mantém sem nenhuma dúvida.

Como números apenas interessam as empresas e não a nós que assistimos aos programas se deve registrar que esse segundo episódio não é tão bom quanto o primeiro. O motivo é que o roteiro não se apresenta tão azeitado como antes e deixa a desejar em vários aspectos. Leia o resto deste post »

Exibido em 04.11.2010 na Globo

A que público se destina um programa? Durante as promos de Clandestinos a impressão que ficava era que algo bem próximo da qualidade de Malhação seria exibido altas horas da noite, ainda que a produção estivesse a cargo de João Falcão, dono de muitos êxitos nos palcos.

O que corroborava essa impressão era o perfil similar ao irregular programa vespertino, com excesso de atores novatos e com visível falta de traquejo, uma encenação que não fugia do padrão noveleiro da casa e a própria temática que só apontava inseguranças juvenis. …Continue lendo…

Exibido em 02.11.2010 na Globo

Algumas pessoas consideram As Cariocas um programa preconceituoso, contra as mulheres. Nada mais injusto, visto que o programa, embora use de um expediente sensual para com as personagens, sempre as colocam em posição superior aos homens, meros capachos caricatos nas histórias.

O episódio dessa semana é o primeiro a colocar essa questão do respeito em pauta. A atormentada do título é uma mulher assediada além do limite e que se submete aos maus tratos por um motivo nem muito bem explicado. Mesmo sem se aprofundar apresenta o melhor resultado até aqui. …Continue lendo…

The Big C – 1×01 – Pilot

Publicado: 29 de outubro de 2010 em The Big C
Tags:,

Exibido em 16.09.2010 na Showtime

Dramédias talvez sejam os melhores programas na tv. Um misto de entretenimento despretensioso com uma leve bordoada na orelha. The Big C se junta as duas recentes séries do gênero: Nurse Jackie e United States of Tara.

Se, na primeira temos uma personagem com desvio de conduta e na segunda um problema mental que traz múltiplas personalidades fora de prumo, temos na nova série uma doença física que tira a protagonista de uma vida medíocre. Leia o resto deste post »

Exibido em 26.10.2010 na Globo

Nova história, nova estrela, mas sem o mesmo brilho da semana passada. É o perigo desse formato adotado por As Cariocas. Ao trazer uma trama mais comum e uma atriz que não tem o mesmo sex appeal da anterior o resultado é bem mediano e descartável.

Além disso, até mesmo o narrador que parecia acrescentar algo irreverente se mostra bem menos inspirado, como se não tivesse tantas boas cartas na manga para usar. As frases foram aquelas mais clichês, ou pelo menos já mais em uso pelas pessoas, não soando como originais boas tiradas do cotidiano. …Continue lendo…

Exibido em 28.10.2010 na ABC

Você já viu isso. Séries de tv se inspiram (bem livremente) em produtos da concorrente para competir, lembram de A Feiticeira e Jennie é um Gênio? Não é o caso de No Ordinary Family, a base é obviamente o longa de animação Os Incríveis, que nesse ponto, sejamos honestos, não era original, pois era inspiração do comic Quarteto Fantástico.

De qualquer forma, o importante é contar algo que tenha uma personalidade própria, mesmo que as semelhanças abundem. Logo, essa criação de Greg Berlanti e Joh Harmon Feldman sobre uma família que adquire super poderes se destaca justamente pelos personagens e a trama em si; que sim, é diferente de suas fontes. Leia o resto deste post »

Exibido em 31.10.2010 na AMC

A moda agora é fazer remake, mas uma das fontes básicas das séries de tv ainda é a adaptação de produtos de outras mídias, como cinema, livros ou até as comics. E é dessa última que fez surgir The Walking Dead; uma ótima HQ, editada desde outubro de 2003, criada por Robert Kirkman. Em histórias sempre em preto-e-branco, para manter aquele tom cru do terror, temos uma boa trama sobre zumbis.

Coube a Frank Darabont a tarefa de adaptar, tanto no roteiro como dirigindo esse episódio piloto. O resultado é superior ao original, no que tange a apresentação da trama e na carga de suspense desses monstros, que muitos não familiarizados podem até pensar que não há perigo, pois os zumbis nem ao menos correm rápido atrás das pessoas. Ledo engano. Em resumo, The Walking Dead deixa qualquer série de terror teen morta de vergonha. Leia o resto deste post »

Exibido em 19.10.2010 na Globo

Fórmulas não morrem, se renovam. À primeira vista turva nesse episódio de estreia se tem a impressão de um remake de uma série antiga: A Vida Como Ela É (1996). Mesma estrutura, como um narrador constante, uma crônica de relacionamentos entre casais e o foco no que seria uma ousadia para a sociedade. Pelo sim pelo não, As Cariocas é muito superior àquela adaptação das obras de Nelson Rodrigues.

O primeiro trunfo está na figura de quem narra, que ao invés de cair no mesmo erro da outra série (praticamente descrever o que aconteceu ou acontecerá) se mostra de um espírito irreverente e bem humorado, traduzindo as cenas além do que elas exibem, como um filtro do que realmente se deve ver ali. …Continue lendo…

A Cura – 1×09

Publicado: 15 de outubro de 2010 em A Cura
Tags:,

Exibido em 12.10.2010 na Globo

A mais interessante e original série apresentada pela Globo nos últimos anos chega ao fim de temporada realizando com competência a cartilha desse tipo de programa. A saber: dá fecho a uma unidade apresentada durante os episódios, reverte o posicionamento entre mocinhos e vilões e fecha com um gancho que gera dúvidas nos espectadores.

A Cura não é perfeita e tem seus problemas aqui e ali mas é merecedora do nosso reconhecimento que conseguiu desenvolver a temática do curandeirismo (e por tabela o espiritismo) sem cair em clichês baratos que várias novelas da casa já abusaram. …Continue lendo…

Running Wilde – 1×01 – Pilot

Publicado: 25 de setembro de 2010 em Running Wilde
Tags:,

Exibido em 21.09.2010 na FOX

Uma coisa é certa: a boa piada é aquela que subverte o pensamento inicial, ou numa outra tradução, aquela que se descobre que estava em construção muito antes do que se achava ser sua introdução. Running Wilde faz parte do grupo de comédias que explora essa estrutura na construção, mais em função de situações cênicas do que no básico jogo de palavras da maioria das comédias.

Essa estréia envolve um time conhecido de outro projeto, o Arrested Development, com seus dois produtores, Mitch Hurwitz e Jim Vallely, e um dos atores, Will Arnett, aqui também acumulando a produção e a criação com a dupla. De complemento matador se inclui a atriz Keri Russell (Felicity) no principal papel feminino. Claro que o conjunto base não garante o futuro de nenhuma série, mas o fato de não ser uma sitcom tanto atrai quando afasta uma parcelada de espectadores. Leia o resto deste post »

Mike and Molly – 1×01 – Pilot

Publicado: 24 de setembro de 2010 em Mike and Molly
Tags:,

Exibido em 20.09.2010 na CBS

Comédias, em geral, abusam do recurso fácil de fazer graça em cima das pessoas gordas. Ter dois protagonistas acima do peso é um dos maiores trunfos de Mike and Molly. É verdade que na história da tv alguns gordinhos tiveram papeis principais em várias séries, mas por essa estréia apresentar um casal gordo, e sem necessariamente denegrir a condição física deles, a coloca como um grande motivo de atenção.

O responsável pela série é Mark Roberts, de Two and a Half Men e The Big Bang Theory, um produtor que consegue deixar seus programas bem diferentes um do outro. Não repetir fórmulas é fundamental nesse negócio de fazer humor. Além das inevitáveis gracinhas com a gordura Mike and Molly não deixa de ser uma agradável visita ao romantismo, coisa que as outras produções citadas evaporam em prol do sexismo. Leia o resto deste post »

Undercovers – 1×01 – Pilot

Publicado: 23 de setembro de 2010 em Undercovers
Tags:,

Exibido em 22.09.2010 na NBC

Talvez desde Hart to Hart (Casal 20) e Moonlight (A Gata e o Rato), não existia na tv um casal que ainda se ama envolto em aventuras. Claro, que o longa-metragem Mr & Mrs Smith vem numa comparação mais imediata por serem agentes secretos e sempre se cogitou uma adaptação para um produto seriado, mas, realmente, as comparações começam e param por aí.

Undercovers, se necessita passar por um crivo de comparações, deve ser feito em função do produtor J. J. Abrams, responsável por êxitos televisivos, como Alias ou Lost, e que provoca um nível elevado de exigência nos espectadores. E por isso, por ele, que a estreia fica devendo um pouco. Leia o resto deste post »