Heroes – 3×11 – The Eclipse – Parte II

Publicado: 18 de dezembro de 2008 em Heroes

Exibido em 01.12.2008 na NBC

A segunda parte de The Eclipse segue no mesmo ritmo que a primeira: revelações e forçadas situações.

O suspense do alvo apontado para a cabeça de Gabriel é resolvido da pior maneira possível, que é a de não assumir o que foi proposto. O que se viu é que Noah atira muito tempo depois. E ponha tempo nisso, porque os pombinhos transaram ali no chão da casa. Será que o frio agente da Companhia deixou de cumprir sua irredutível vingança só para curtir o oba-oba pela lente da mira do rifle? Fala sério. E depois, quando o tiro surge vem precedido de um laser denunciador na testa do Sylar. Claro que a Elle salva seu namoradinho.

Como o franco atirador foi incompetente resta invadir o local chutando a porta como um Rambo. Elle sai ferida na fuga e deixa um longo rastro de gotas de sangue pelas ruas, até que o casal entra num supermercado para cuidar do ferimento. Lá acontece mais uma cena açucarada dele tentando proteger a amada, para então enfrentar sozinho o vilão da vez; um homem normal, muito mais poderoso que os ex-possuidores de habilidades. Ao final, Noah  mata Gabriel com um mísero estilete.

Enquanto isso, Claire vai parar num hospital e, antes de morrer em decorrência de um alto processo infeccioso, confessa para a mãe que é apenas uma adolescente estúpida. Finalmente. No lado das situações forçadas temos a polícia que surge para interrogar Sandra sobre a situação da filha e fica por isso mesmo, numa tensãozinha dramática.

Contexto dramático pífio também é o que acontece lá na selva haitiana com Nathan. Ele é algemado num galpão com duas irmãs, uma criança e outra mais velha, que é uma prostituta. Ele peita o vilão da semana, Samedi, que se intitula Barão, e quer abusar da “rest avec” antes de vendê-la. As duas estarem ali serve apenas para configurar uma ceninha de heroísmo. Disso, numa reviravolta, Nathan resolve apoiar as causas do papai Petrelli.

Enquanto Peter e Nathan ficam naquele de “eu de protejo” ou “confie em mim” pela enésima vez o haitiano enfrenta o irmão e o derrota quando o efeito do eclipse se encerra. Pelo menos houve uma cena mostrando a habilidade da indestrutibilidade de Sumedi.

Quem se deu mal com o fim do eclipse foi Mohinder que, estava prestes a reencontrar Maya e viu que sua pele asquerosa voltou, e, portanto, desiste de encontrá-la. O bom disso é que Maya fez apenas uma participação e não deve voltar para a série. Ufa.

Perda de tempo foi a linha de história de Parkman e Daphne. Num vai e vem nada interessante tudo se resolveu para eles e o pai dela quando os poderes retornaram.

E para coroar as forçadas de barra toda a seqüência na loja de quadrinhos foi de um total nonsense. Os vendedores ajudaram a ler os números antigos de 9th Wonder e davam dicas para os tapados protagonistas da série, vulgo heróis. Fica pelo menos a confirmação que a publicação da revista acabou, embora exista um caderno de rascunhos perdido por ai.

O que ficou ao final dessas duas partes é que muita coisa voltou ao que era antes. Sylar e Claire vivos. Hiro volta no tempo para um momento já conhecido e visto. Nathan mudando de lado mais uma vez. Sylar com dúvidas de quem são seus pais. E etc etc

Nota desse episódio: **

Expectativa para o próximo: **

Roteiro: Aron Eli Coleite & Joe Pokaski

Direção: Holly Dale

Audiência:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s