United States of Tara – 1×02 – Aftermath

Publicado: 30 de janeiro de 2009 em United States of Tara
Tags:, , ,

Exibido em 25.01.2009 na Showtime

Mesmo não sendo um episódio tão engraçado como o primeiro este foi pelo menos divertido, com direito a uma nova personalidade, Alice, apenas citada anteriormente.

Além de variar a aparição de personalidades podemos crer que sempre teremos uma abertura com Tara usando a câmera de vídeo para desabafar. Talvez seja o único lugar onde ela é sincera e autêntica consigo mesma, já que as manifestações de seus outros “eu”, que claro, refletem o que ela pensa sobre tudo, não ficam na memória depois que se vão.

Outro modelo interessante que a série adota é que a história continua de onde parou, com as conseqüências da briga com Gene. Tara, ainda está com o olho machucado, organiza uma reunião-família sobre o orçamento doméstico. Claro que vem à tona com a filha o que foi gasto com a saída com T. São em momentos assim, banais, que os comentários ácidos do texto de Diablo Cody aparecem.

Kate deixa claro nesse episódio que de fato só suporta a T. Buck até passa, mas Alice é uma pedra no sapato, pior que a própria mãe. Já que essa terceira personalidade é o tipo de mulher que vai direto ao ponto, sem economia de palavras. Não deixa de ser incoerente, pois aparenta ser uma conservadora dona-de-casa dos anos 50, se veste como tal e é prática nas prendas domésticas, sendo uma boa confeiteira de bolos. A entonação de voz, doce, pacata, é uma ótima característica dessa personalidade.

Ela surge por um comentário feito por amigas de Kate a respeito de Kate e do ex-namorado. De imediato, ela dá um jeito de consertar a vida de Marshall, que tem problemas na escola. Ele fez uma análise sexual de um texto e o professor de literatura não achou apropriado. Alice, quando conversa com Orel Gershenoff, o professor, passa-lhe um sabão irretocável, pondo-o no seu devido lugar, ou seja, tão estranho e reprimido quanto o seu filho.

Alice erra a dose na sua super-proteção quando tenta dar um pitaco na vida sexual de Kate. Chega ao ponto de lavar a boca dela com sabão depois que ela narra alguma de suas rotineiras atividades sexuais. O clima fica pesado e a adolescente sente que é hora de ser independente: resolve ser uma atendente num restaurante para ter seu dim-dim.

Max tenta administrar o caos familiar como pode, mas não deixa de cumprir o trato de não transar com outras personalidades de Tara, inclusive fica meio enojado de um beijo vindo de Alice, com direito a marca de batom, que recebe na bochecha.

Um detalhe curioso é que sobra até para o Brasil. O bolo que Alice preparou é para um encontro beneficente para crianças brazucas com lábios leporinos!!!

Nota desse episódio: ****

Expectativa para o próximo episódio: *****

Roteiro: Diablo Cody

Direção: Craig Gillespie

Audiência:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s