24 Horas – 7×08 – Day 7: 3:00 PM – 4:00 PM

Publicado: 13 de fevereiro de 2009 em 24 Horas
Tags:, , , , , , ,

Exibido em 09.02.2009 na Fox

24 Horas mais uma vez se arrisca em sacrificar suas peças de jogo. E mais, deixando o tabuleiro praticamente vazio. O que nos faz pensar, com muito interessante, para onde a série caminhará, já que estamos apenas na oitava hora.

Mesmo se arriscando, nem de longe lembra as falhas que ocorreram na temporada passada, quando utilizou-se do mesmo expediente de eliminar prematuramente personagens, situações ou ações potencializadoras da trama.

No episódio anterior Dubaki ficou sem seu QG de operações, sem o dispositivo CIP que permitia invadir o firewall e até perdeu a posse de seu inimigo sangalense. Porém, tinha um trunfo interessante: o primeiro cavalheiro.

Sem perder tempo o general já se comunica com a presidente Taylor para, em troca da vida de Henry, exigir o recuo das tropas invasoras, como também a entrega inquestionável de Matobo.

Allison começa a sentir na pele o que é o comprometimento com um país, sentimento que espera brotar apenas com seus discursos no povo americano. A ironia é ter a sua frente Jack Bauer, que é a pessoa mais comprometida com a causa nacionalista que qualquer um no planeta. O pequeno diálogo dos dois sobre essa questão torna-se um dos melhores dessa temporada.

Pois é, Jack, Bill, Renee e Matobo conseguem realizar o contato pessoal com a presidente dos EUA. Fica difícil crer que tal encontro se dê às escondidas dentro da Casa Branca sem que nenhum agente do serviço secreto vinculado à conspiração fique sabendo.

E tem um lado mais forçado na situação. Tanto Taylor quanto seu braço direito Ethan Kanin (Bob Gunton) já sabiam que Jack e Bill estavam com Matobo. Bauer até então era tido como um dos responsáveis pelo sequestro do primeiro ministro de Sangala. Como podem aceitar um encontro assim sem suspeitar de um atentado contra a presidente?

Como a reunião se dá instante antes do ultimato de Dubaki tudo se acerta prontamente. Jack e Renee partem para o resgate de Henry. A única pista concreta é o agente Edward Vossler (Mark Kiely). Larry Moss aceita ajudar a dupla, ainda a contra-gosto, já antevendo que Renee está seguindo os passos de Baeur como uma pupila ao seu mestre.

Jack vai atrás de Vossler e Renee atrás da família dele. Nessa seqüência, em que intimida a esposa e filho do agente, fica clara, outra vez, a opção de Renee de quebrar as regras. A ação conjunta dá resultados e eles conseguem chegar à nova toca de Dubaki. Porém, num belo gancho, o primeiro cavalheiro é alvejado pelos terroristas.

Dukaki novamente escapou do cerco e também perdeu sua moeda de troca. E agora? O que ele poderá fazer? Boa pergunta. E ainda tem um problema para manter seu disfarce nos EUA. A irmã de sua amante descobriu que ele não é o Samuel que diz ser.

Nota desse episódio: *****

Expectativa para o próximo episódio: *****

Roteiro: Robert Cochran & Evan Katz e David Fury

Direção: Milan Cheylov

Audiência:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s