Star Wars: The Clone Wars – 1×17 – Blue Shadow Virus

Publicado: 17 de fevereiro de 2009 em The Clone Wars
Tags:, , , , , , , ,

Exibido em 13.02.2009 no Cartoon Network

Para início de conversa, se você espera pela continuação do episódio anterior, esqueça. Sem maiores explicações, tanto lá como aqui, The Hidden Enemy é de fato um material descartado daquele conjunto de episódios que formaram um longa-metragem e foi para o cinema, constituindo, pois, o prólogo do mesmo.

Agora que a raiva provocada pela pegadinha passou, vamos a esse episódio. A primeira coisa que chama a atenção é que ele retorna a um lugar bem conhecido, Naboo. Droids separatistas são encontrados no planeta e teme-se um novo ataque, como visto no Episode I.

A Senadora Amidala e o Jar-Jar Binks logo aparecem para investigar a questão. São recebidos pela nova Rainha de Naboo, Neeyutnee, e o já conhecido capitão Typho. A alteza solicita uma intervenção imediata da República, porém, Amidala já adianta que sem maiores provas nada acontecerá. A velha burocracia de sempre.

Quando os droids são analisados, sendo dois B1 e um droid tático, descobre-se que há algum vírus a solta. E graças ao desastrado representante Binks não se consegue uma informação mais detalhada, porque o Gungan destrói sem querer o droid que C-3PO “interrogava”. Não tem jeito, com esse personagem apenas se constrói graça e “esperteza” assim. Ainda bem que Amidala foi concebida para ser um personagem racional e nota indícios que os droids andaram por uma região diferente de onde foram abatidos.

Como é tradição, os dois partem para investigações sem qualquer escolta. No caminho encontram outra Gungan, Peppi Bow. Se um já era pouco imagina dois. Detalhe: é uma fêmea, e não irrita como o Jar-Jar.

Peppi cuida de um rebanho de Shaak. Alguns dos animais morrem ao beberem a água de um rio. E está provado uma contaminação e a sua origem, os pântanos orientais, juntos às árvores perlottes.

A região abriga uma grande instalação subterrânea sob o comando do Doutor Nuvo Nindi, o médico-chefe da família Perma. Ele conduz os experimentos que tornam um já radicado vírus, o Sombra Azul, numa forma mais agressiva que a anteriormente, da disseminação em água para o ar.

Esse e a base do enredo do episódio. O extermínio em massa em vários planetas habitados. O conceito do genocídio é discutido de passagem, claro, mas não deixa de ser de grande importância numa série sobre uma guerra duradoura.

Quando Anakin e Obi-Wan chegam a Theed (é, a Amidala só pede a ajuda dos dois para o conselho Jedi) logo planejam um ataque a instalação. Ahsoka, que também veio e volta a aparecer ao lado de seu mestre, fica responsável por providenciar uma distração enquanto os outros atacam.

Desse ponto em diante o episódio é pura ação. Além da captura de Nindi os Jedis ainda tem que se ocupar em resgatar Amidala e Jar-Jar, e, junto com uma esquadrão de clones anti-bombas, de desarmar uma grande quantidade de dispositivos com o vírus.

O episódio resulta num bom conjunto de aventura e ação. O vilão da vez também tem boa presença e, por incrível que pareça, as gracinhas de Binks acabam não pesando tanto.

Nota desse episódio: ****

Expectativa para o próximo: *****

Roteiro: Craig Titley

Direção: Giancarlo Volpe

Audiência:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s