A Lei e o Crime – 1×07

Publicado: 19 de fevereiro de 2009 em A Lei e o Crime
Tags:, , , , , ,

Exibido em 16.02.2009 na Record

Uma ocorrência policial volta a unir os protagonistas da série. Tudo à custa de um sequestro que Catarina investiga e respinga para Nando. De um modo geral, quando os núcleos se encontram, a narrativa fica mais interessante. O contrário de quando se dilui as diversas tramas em um amontoado de pequenas cenas fracas.

Mais uma vez é uma pessoa conhecida que movimenta o expediente da delegada. Toninho, filho de um casal de amigos, Mabel (Mônica Torres) e Adolfo, desaparece e alguém entra em contato exigindo um pagamento. Realmente Catarina caiu nas graças da alta sociedade, porque, sem se importar o bairro onde o incidente aconteceu, o inquérito foi instaurado à beira do morro da Alvorada. O que será muito proveitoso à seguir.

Sem muita experiência, Catarina pede auxílio a Ari e Araújo nas investigações. A quantia pedida é cem mil reais, mas após algumas investigações com amigos, fica claro que Toninho parece armar um golpe. Mabel, a namorada, confirma que o plano é simular o próprio sequestro para saldar uma dívida com traficantes e ainda ficar com algum no bolso.

Toninho fica assustado quando a mãe conta que sabe da farsa e pede para que ele não deixe que o comparsa fique sabendo que tudo deu errado. Porém, Mariola não quer ficar no prejuízo e resolve tornar real o crime. E então leva o boyzinho para o morro, com a cumplicidade de sua companheira , Vivian.

Quando fica claro que Mariola é do Alvorada, logo uma incursão policial é planejada para o resgate. Ari faz sua parte como informante e avisa Valdo. E não demora alguns minutos até que Nando dê a ordem de capturar os elementos para evitar os problemas com a polícia. Ele então pessoalmente executa Mariola e Vivian. Vale destacar como a mulher recebe mais tiros que o homem, numa alusão da tensão que Nando já sente de Lacraia querer marcar terreno mesmo com a chegada de Olímpia. Uma das poucas sacadas inteligentes do roteiro.

O resultado dessa solução à moda do tráfico resulta num telefonema entre o traficante e a delegada. E fica estabelecido o primeiro contato desde o primeiro encontro trágico. Já não era sem tempo, pois já parecia que nunca iriam se reencontrar, embora tudo não passe de um diálogo bem formal.

Nando chegar a execução dessa vez, ao contrário de outro episódio, onde livrou a cara de um suspeito quando soube que Catarina havia o inocentado, mostra mais uma vez que o chefão do morro é, sem arremedos, o mocinho mal da história.

Leandro, que é o outro mocinho de índole duvidosa, teve poucas novidades no episódio. Apenas descobriu que Renato é marido de Catarina e passa a investigar se ela sabe dos crimes do companheiro. De importante, é que os criminosos que ele investiga planejam armar uma arapuca para ele cair.

Romero apenas cumpre tabela. Tira uns dias de folga e volta a atormentar a mãe e a esposa com sua obsessão em se vingar de Nando. É um núcleo com personagens e situações que repetem a mesma ladainha de sempre. No seu contato com o miliciano Cícero também fica tudo igual ao já visto.

A linha de história do sequestro falso que se torna verdadeiro foi bem montado e é a única coisa realmente interessante do episódio, mesmo que a dramaticidade fique abalada em cenas arrastadas de outros núcleos ou dele mesmo com diálogos intragáveis da família rica e problemática.

Nota desse episódio: ***

Expectativa para o próximo episódio: ***

Roteiro: Marcílio Moraes

Direção: Alexandre Avancini

Audiência: 22 pontos

Anúncios
comentários
  1. zaz disse:

    Eu acho isso uma atitude inteligente da Record, pois isso levará aquele que perdeu alguns episodio a assistir.
    Esse Seriado deveria ser diario, com certeza a globo iria ficar que nem barata tonta.

  2. netiteve disse:

    Zaz,

    seria muito ruim se a série fosse diária. A Lei o Crime já tem uma cenas fraquinhas quando usa esse estilo narrativo.

    E, se fosse, diária, aí teria que ser novela 100%, porque não dá para manter uma história diferente a cada novo dia, tem que apelar para a enrolaçao do formato novelesco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s