Survivor – 18×02 – The Poison Apple Needs to Go

Publicado: 27 de fevereiro de 2009 em Survivor
Tags:, , , , , , , , , , ,

Exibido em 19.02.2009 na CBS

O segundo episódio é repleto do que esse tipo de programa tem para oferecer de melhor: ação, intriga e saia justa. Podemos até dizer que no fim o resultado foi idêntico, mas os caminhos foram outros e se abriu pelo menos três possibilidades diferentes de resolução.

Não há nada mais chato que a unanimidade em Survivor, como ocorreu com as primeiras eliminações de Sierra e Sandy. Por sorte era uma eliminatória falsa, embora, logo depois, o senso comum do Jalapão acabou descartando a Caroline sem pensar muito.

E não parou por ai com o time vermelho. Agora descobrimos que Caroline apenas tomou o lugar de Sandy, pois ela seria a segunda, com certeza, a ser mandada embora. Pois é, os jogos, os desafios, as provas, são os de menos para os participantes, que somente se importam com aqueles que se destacam ou os mais fracos. Como não se preocupam em ganhar a próxima etapa é natural que sempre estejam destinados ao conselho tribal o tempo todo. E isso vale para as duas tribos.

No lado do Timbira o destaque é a decisão de Sierra pedir ajuda a Brendan para achar o ídolo de imunidade, pois ele foi o único que não votou nela lá no primeiro minuto. Acabam não encontrando também. Duas cabeças pensam de forma tão ineficiente quanto a de Sandy (que aliás, não foi mostrada procurando o ídolo. Será que ela desistiu? Esqueceu?). O engraçado é que eles fazem um buraco enorme na areia da praia e tem que inventar uma desculpa ridícula para Debbie não descobrir a verdade: preparam uma fogueira gigante.

Na prova principal, valendo um kit de pescaria, o objetivo é marcar três pontos num jogo de bola ao cesto dentro de uma parte rasa de um rio. Simples. E muito disputado. Timbira sai na frente, mas Jalapão ganha de virada. Destaque para Candace que luta muito em todas as rodadas que participa e fez o primeiro ponto da partida.

Com certeza as mulheres brigam muito pelos dois lados e não se importam muito em ficarem desnudas com os biquínis saindo do lugar entre os agarros e safanões. Claro que a CBS facilita a vida delas colocando alguns círculos desfocados quando é preciso. Só que exageram na dose, até os cofrinhos são censurados, inclusive dos homens. Eles com certeza nunca ouviram falar da nossa pudica Banheira do Gugu.

Além da imunidade o Jalapão teve o direito de mandar um integrante do Timbira para a Ilha do Exílio, no caso Brendan. Numa reviravolta, ele tem que levar alguém dos outros consigo, que acaba sendo a Taj. Lá no exílio novas dicas de como conseguir o ídolo da imunidade. Brendan se associa a Taj (que se sente insegura depois que seu grupo descobriu que ela é esposa de milionário jogador de futebol americano). O objetivo deles, mesmo em etapas futuras, como da fusão dos grupos, é se auxiliarem. Isso porque ele deduz que há um ídolo em cada acampamento das tribos, talvez diferente daquele que Sierra procura.

A preparação para a eliminação é uma das melhores partes desse episódio. A advogada Candace já sai na frente na preferência. Ela, porém, começa a campanha para tirar o Coach, o Benjamin. Sem falar que por fora ainda corre a Sierra como a candidata ideal.

Sierra ainda é considera fraca para as competições. O problema é que teimam em eliminar os que abrem a boca demais para impor ideias. Tanto Candace como Coach vencem nesse quesito. O argumento deles é que o outro é uma cobra minando o grupo. A diferença entre os dois é que, embora duas cobras, uma é peçonhenta e a outra não. Vence a cobra que parece agredir menos. O placar no conselho tribal é sete votos para Candace e um para Sierra.

Com o jogo se equilibrando, uma baixa para cada lado, a perda do mesmo sexo, e um grande catalisador de aventura devido às pistas do ídolo da imunidade fazem desse episódio bem superior a estreia.

Nota desse episódio: *****

Expectativa para o próximo episódio: ***

Produção: Mark Burnett

Audiência:

Anúncios
comentários
  1. Cara nunca havia assistido Survivor, mas depois do hype dessa edição (principalmente por ser filmado no Brasil) não resisiti, tô conferindo e adorando!!

    Saudades dos tempos de NoLimite (não do Zeca Camargo)!
    Ainda me surpreendo com a Sandy no episodio passado não saber o que eram 10 passos, não sei se eu outro sentido se perdeu na tradução, mas convenhamos.

    Fogueri gigante?? Seriously?????
    heheheeheheheh

  2. netiteve disse:

    Samuel,

    O No Limite era um clonão do Survivor e bem divertido. Acho que vi todas as temporadas.

    A Sandy é uma pirada. O olhar dela dá medo. 🙂

    Se ela estivesse num BBB até renderia muito mais o jeito maluco dela. Como em Survivor as eliminações são mais radicais, por motivos banais, ela deve sair logo. Uma pena.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s