Lost – 5×09 – Namaste

Publicado: 3 de junho de 2009 em Lost
Tags:, , , , , ,

Exibido em 18.03.2009 na ABC

Não é um episódio que causa tanto impacto quanto o anterior. Aqui a Iniciativa Dharma já é um detalhe superado, e mesmo que Jack, Kate e Hurley estejam tentando se infiltrar tudo é resolvido de maneira fácil por Sawyer e Juliet.

As surpresas (poucas) do episódio não encobrem que ele apenas posiciona as peças, os personagens, na nova situação que devem viver a partir de agora, representando tanto para eles como para nós expectadores que estão bem-vindos ao novo status quo. E como em Lost tudo é relativo “estão” se aplica bem mais que “são” bem-vindos.

Um grande confronto que ficou no ar do episódio anterior era o de LaFleur versus Jack. O resultado foi contundente mas frio ao mesmo tempo. Sawyer resumiu cinco temporadas de atitudes de Jack, no sentindo que ele apenas reagia aos fatos e nunca pensava realmente sobre eles e a melhor solução. Talvez o ponto fraco seja que Jack reagiu como normalmente faria. Porém, não podemos esquecer que, na segunda temporada, Sawyer tomou as armas dos losties e Jack respondeu que apenas não as teve de volta porque ainda não precisava delas. Com certeza, aquilo foi de caso pensado.

A sempre dúbia Juliet causa muito mais tensão sobre seu comportamento que os momentos de perigo de Sayid junto ao apreensivo e apressado Stuart Radzinsky. No fundo sabemos que o iraquiano não corre perigo, mas Kate, graças às disputas entre as duas mulheres, por seus homens, poderia estar fora daquela bendita lista.

Jin saindo destrambelhado em direção a Estação Chama para descobrir onde o avião caiu e por consequência ter um paradeiro de Sun, se configura muito mais como uma facilidade de roteiro para introduzir Radzinsky e a aparição de Saiyd do que realmente como uma evolução de sua trama. E não só ele, Sun, ainda não achou uma função no contexto da ilha. Aliás, na sua saída, a convicção de matar Ben foi uma linha de história totalmente furada, e, agora, só resta a ela procurar por Jin; e ele por ela, nada mais. A cena de Sun e Lapidus na vila não diz nada mais do que se vê, tornando a volta de Christian Shephard um pequeno desperdício dramático.

Na ilha menor eliminamos um mistério que vinha da terceira temporada. Aquela obra que Sawyer e Kate participaram era uma pista de pouso como muita gente supôs na época. Fica a pergunta se os Outros sabiam da real futura utilização ou não.

O final do episódio apresenta um gancho interessante. Sayid e Ben em posições opostas novamente em relação a quem está detido. Como o próximo flashback (forward) será dele fica bem justificável um gancho assim.

Nota desse episódio: ***

Expectativa para o próximo episódio: *****

Roteiro: Paul Zbyszewski & Brian K. Vaughan

Direção: Jack Bender

Audiência:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s