Lost – 6×04 – The Substitute

Publicado: 19 de fevereiro de 2010 em Lost
Tags:,

Exibido em 16.02.2010 na ABC

Uma das coisas mais instigantes em Lost são as famosas listas. A primeira que tivemos notícia foi lá na distante segunda temporada, quando os sobreviventes da cauda do avião foram atacados e sequestrados; mas não todos, somente alguns então listados.

Claro que a lista mais importante é a de Jacob. Estar nessa lista tanto pode ser bom como ruim. O que esse episódio nos mostra é que mesmo fazendo parte dela não existe garantia de sucesso. Qualquer um ali pode ser riscado das possibilidades e ser substituível sem problemas.

Depois de um episódio morno que passou muito longe da mitologia da série temos uma apresentação muito mais interessante ao que a maioria gosta de ver. E mesmo no lado puramente para fã a expectativa e resultados são gratificantes. Vale uma consideração sobre o universo paralelo referente a 2004, onde não existiu a queda do avião. Um espectador casual ou que não mantém as seis temporadas bem frescas na memória não é capaz de curtir a releitura dos fatos e principalmente do que acontece com os personagens.

A brincadeira do “O que aconteceria se…” é deliciosa nesse episódio, tendo o auge na aparição de Rose, mesmo que a de Helen já tenha causado um belo susto. È claro como esse outro universo é tão diferente quanto igual, é possível pontuar os dois lados em vários momentos. O que o valida mais que o anterior é que para Locke há a grande mudança dele não ser um homem de fé, diferente do de Kate que aparentou ser a mesma de sempre, embora pudesse estar escondendo algum segredo a ser exposto depois (se for isso mesmo, um grande erro).

Na ilha, em 2007, os avanços são poucos mas com mais força; noutra comparação com o episódio de Kate. O que diferencia é que aqui o avanço se dá em algo que já era conhecido e não num novo mistério, embora eles existam claro, como aquele enigmático garoto em plena floresta. Será o substituto do Walt?

Ao darmos de cara com a mais antiga das listas de Jacob, diga-se de passagem numa ótima sacada dela ser inscrita na pedra e não num costumeiro papel, logo somos esclarecidos (ou não) pelo ex-Locke de alguns compromissos imputados aos listados. Metade do que essa série chamada Lost é deu um passo à frente. Uma das melhores cenas mesmo que no fundo ela não diga a verdade absoluta.

Falando em verdade é ótimo ver Sawyer desbancando o inimigo de Jacob, sabendo, apesar da bebedeira, que diante dele não estava o verdadeiro Locke. Se Hurley e Miles ouvem os mortos Sayid e Sawyer enxergam muito bem os vivos.

Um detalhe dos mais sádicos desse episódio é o que se refere as pedras branca e preta. O inimigo de Jacob dizer que era apenas uma piada entre os dois é de uma crueldade enorme para uma legião de fã que acham que essa dualidade e as próprias pedras são importantes. Sem falar que os próprios produtores da série já disseram inúmeras vezes que colocam as tais pedras lá no começo da série como prova que sabiam do final e não bolaram depois.

A questão da lista de Jacob se fecha em algo também importante para Lost, os tais números. Sabemos que não serão explicados, mas deram um jeito se encaixar como um capricho de um Deus com muito tempo de sobra. Há, e Kate não está nessa lista que se referem aos números malditos, embora possa estar lá com outro número.

Nota desse episódio: *****

Expectativa para o próximo episódio: *****

Roteiro: Elizabeth Sarnoff & Melinda Hsu Taylor

Direção: Tucker Gates

Audiência: 9,8 milhões

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s