Lost – 6×05 – Lighthouse

Publicado: 24 de fevereiro de 2010 em Lost
Tags:,

Exibido em 23.02.2010 na ABC

Existe algo tão valioso quanto os mistérios e os personagens em Lost: sua equipe criativa. São eles, roteiristas e diretores, que tocam a história para frente da maneira original e competente que se conhece. E também é fácil constatar que os melhores momentos sempre ficaram nas mãos da dupla que comandam o show: Damon Lindelof e Carlton Cuse.

Somasse a eles também o diretor Jack Bender, que ficou a cargo de quase todos os episódios escritos pela dupla de produtores. Portanto, o simples fato desse trio estar responsável por mais um episódio já indica que teremos, no mínimo, um episódio marcante. Bom, não é bem isso que temos aqui.

Desta vez faltou um pouco de vigor ao resultado final. Longe de ser fraco ele às vezes até parece ser mediano, o que não é verdade. O recente episódio de Kate, com seus problemas, assim o era, mas aqui há muitos mais elementos que o tornam superior que aquela história requentada. Como também comparando, agora com o último de Locke, podemos dizer que ele é inferior.

A inferioridade não tira os méritos desse episódio que apresenta elementos da mitologia tão bem como o outro. Ninguém pode reclamar que a história dos números não avance. Se antes a numeração parecia algo trivial passa então a ser apresentado como algo mais preciso ao apontar de maneira “geográfica” aos nomes atribuídos.

O farol é o ponto alto do episódio. Um novo lugar tão atraente quanto a caverna vista no episódio anterior com os nomes anotados. Este o que precede o anterior. Ok, o mistério ao mesmo tempo que se esclarece se turva de imediato. Mas vale aqui o mesmo argumento de Jacob ao Hurley. Para algumas pessoas basta revelar de maneira direta a solução do mistério enquanto que para outras é necessário que elas mesma o descubra. Assim são os fãs de Lost, tal qual os personagens ali contidos.

Jack tem seu primeiro flash sideway solo. A grosso modo ele até lembra o Jack que todos conhecemos e que não difere do “homem da ciência”. Até seu novo “slogan”, o de que nada é irreversível, parece ter sido posto de lado no trato com seu filho. Mas também é claro que o tal farol de sinalização que nos chama a uma mudança precisa ser explicitado de alguma forma. No caso, a determinação do pequeno Jack é o marco de que o mais novo conflito pais-e-filho de Lost pode ser revertido.

Na ilha essa dualidade se dá pela reapresentação de Rousseau na pele de Claire. Algo bem interessante para os olhos comparativos e saudosos dos fãs. Ainda é frustrante a francesa ter saído da série sem ter sido explorada além de um personagem regular. Sempre pareceu aos espectadores que ela tinha algo mais a dizer. Talvez com essa sua nova versão ela seja enfim revelada.

Os pontos fracos do episódio acabam sendo uma excessiva demora na caminhada de Hurley e Jack ao farol. O que para a série não deixa de ser, por ironia, um início de um walkabout do bom doutor. Um outro é a pequena frustração provoca por não avançar tanto nos mistérios quanto o clima armado aparenta dizer. Texto e direção do episódio armam com competência uma expectativa que não se conclui a contento.

Os ganchos apresentados apontam que um período de maior ação deverá se iniciar, já que tanto o templo quando Kate correm perigo imediato. Isso sem falar que o terceiro grupo, formado por Ilana, Ben e demais, certamente terão algum destaque nesse confronto. Para finalizar há o sutil gancho do flash sideway de Jack. Da mesma forma que no episódio duplo de abertura de temporada ele não se lembra de suas cicatrizes. Mesmo com a explicação que ele a possui nesse universo desse garoto não deixa de ser o único detalhe que indica uma aparente anormalidade nesse universo e, de novo, com o mesmo personagem. Serão essas cicatrizes o seu sinal para um ato futuro de fé?

Nota desse episódio: ****

Expectativa para o próximo episódio: *****

Roteiro: Carlton Cuse  & Damon Lindelof

Direção: Jack Bender

Audiência: 9,9 milhões

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s