A Cura – 1×09

Publicado: 15 de outubro de 2010 em A Cura
Tags:,

Exibido em 12.10.2010 na Globo

A mais interessante e original série apresentada pela Globo nos últimos anos chega ao fim de temporada realizando com competência a cartilha desse tipo de programa. A saber: dá fecho a uma unidade apresentada durante os episódios, reverte o posicionamento entre mocinhos e vilões e fecha com um gancho que gera dúvidas nos espectadores.

A Cura não é perfeita e tem seus problemas aqui e ali mas é merecedora do nosso reconhecimento que conseguiu desenvolver a temática do curandeirismo (e por tabela o espiritismo) sem cair em clichês baratos que várias novelas da casa já abusaram. …Continue lendo…

Anúncios
comentários
  1. Giovanna disse:

    Também gostei do último capítulo de A Cura. Também havia sentido essa falta de ação autogerada por parte do herói, mas Rosângela acaba fazendo as vezes de heroína no lugar dele. Esperemos a nova temporada, que promete muito.

  2. Kelson disse:

    Discordo que a fofoqueira tenha “função … na série … (de) ser apenas a personagem engraçada que repete uma piada só”. Ela teve o papel importantíssimo de apresentar todos personagens no início da trama.

  3. netiteve disse:

    Kelson,

    Sim, ela teve o papel de apresentar os personagens, como o coro do antigo teatro grego. Esse recurso pode ser muito útil quando bem empregado, mas em excesso indica que a contextualização de personagens são simplificadas ao máximo pelo roteiro. Geralmente as cenas delas eram bem longas e praticamente iguais: ela vendo a rua e ao telefone na fofoca. O que mudou? O texto.

    Agora, o lado que eu reclamo e que derruba o personagem é que ela repetiu a mesma piada “cliente-quer-comprar-e-ela-não-vende” oito vezes, ou uma vez por episódio, sendo que apenas nesse encerramento ela enfim vendeu (a contra gosto) algo. Ou seja, a piada teve uma variação depois de muito tempo. Isso poderia ter acontecido no segundo episódio e depois acontecerem outros desdobramentos. Esse tipo de repetição é coisa de programa de humor na linha do Zorra Total, onde a estrutura e piadas não mudam. Não cabe numa série, fica deslocado de todo o resto do formato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s