Posts com Tag ‘estreia’

Exibido em 24.07.2007 na FX

Eis uma das maiores surpresas e êxito de 2007. Advocacia é o tema de muitas séries de sucesso, mas Damages difere por trazer uma alta dose de mistério. Tudo porque a protagonista Patty Hewes, numa ótima interpretação de Glen Close, parece ter mais culpa no cartório que aqueles que ela tenta condenar em júri.

Um dos acertos desse piloto é fazer uso do recurso do flashfoward, que caiu na moda graças a Lost, e torná-lo tão entrelaçado a trama que, se o retirarmos e passássemos a ver em ordem linear, a história perderia o impacto. (mais…)

Anúncios

Exibido em 05.01.2009 na Record

Vingança é o tom dessa série. Três personagens com perdas familiares que somente alcançarão o sossego com a morte dos culpados. Dois homens e uma mulher. E, constituindo uma intrincada tragédia, um impulsiona o outro. (mais…)

Exibido em 05.01.2009 na Globo

Uma das piores frases equivocadas que se ouve por aí é “Sua vida daria um filme”. Nem toda vida dá um filme. O problema é que contar uma vida inteira estraga qualquer filme. O ideal é contar um pedaço dela. Isso sim deveria ser dito: momentos de uma vida dariam um filme.

Jayme Monjardim, diretor da mini-série e filho único de Maysa, já havia feito uma cine-biografia (Olga, em 2004) e não tinha se saído bem. Era um filme arrastado e muito televisivo nos seus excessivos closes. Agora, com a tarefa complicada de homenagear a própria mãe, não há muita evolução. …Continue lendo…

Exibida em 9.12.2008 na Globo

Mais uma micro-série do Projeto Quadrante, idealizada por Luiz Fernando Carvalho, sai do forno. Dessa vez, a obra literária a se portar para a televisão é Dom Casmurro, de Machado de Assis.

São conhecidas no cinema algumas adaptações não bem sucedidas desse livro, especialmente Dom, que contava também com a atriz Maria Fernando Cândido. Dizem alguns que Machado é difícil de se adaptar para a dramaturgia. Acontece que essa versão, mesmo com um sabor moderno, é das mais fiéis ao texto. (mais…)

Exibido em 03.10.2008 no Cartoon Network

E a saga retorna a televisão. Depois de exibir os três primeiros episódios da série lá nos cinemas, o de número quatro passa a ser oficialmente o primeiro. Por conta disso a estréia acabou ficando com um episódio não ideal.

Yoda protagoniza a premiére, sem nenhuma participação ou sequer menção de Anakin, Obi-Wan ou Ashoka. Felizmente, nossos queridos vilões Asajj Ventress e Conde Dooku dão as caras.

Tal qual na premissa anterior há uma tentativa de negociar um tratado com um sistema planetário afim de facilitar a guerra. Se antes eram os hutts agora são os toydarianos. A diferença é que ao invés de se usar um refém como joguete a decisão torna-se uma disputa de arena.

Asajj propõe a Katuunko, Rei de Toydaria, que ele deve decidir entre os Separatistas ou a República através do resultado do embate entre os droids e Yoda. Claro que o baixinho verde ganha a disputa e ainda esculacha com a aprendiz de Dooku.

A linha de história é típica de um episódio isolado e, de fato, ao final, nenhuma ponta solta permanece para ser fechada posteriormente. Tanto o é que Ambush poderia ser exibido fora de ordem em vários momentos da série.

Continuando um tom já visto na telona os droids assumem o lado cômico da vez. Nesse episódio há várias gags envolvendo a pouca inteligência desses autômatos, onde até num dado diálogo um deles comenta que não há o que lamentar pois ele foi programado assim.

Essa piada pode ficar perdida nas gracinhas dos droids mas se lembrarmos dela vários minutos depois numa levantada de moral que Yoda confere aos três troopers que o acompanham na lua remota podemos pontuar a “moral” do episódio, que embora sejam clones idênticos cada um deles tem sua individualidade e valor para a Força.

Contrabalançando a infantilidade dos droids o episódio exibe ótimas cenas de lutas com o sabre de luz ostentado por Yoda. No uso da Força talvez escape um ou outro momento em que a telecinese fique exagerada e lembre mais o fora-de-tom da animação anterior (Star Wars: Clone Wars) do que o visto na cine-série.

Nota desse episódio: ****

Expectativa para o próximo: *****

Roteiro: Steven Melching e Henry Gilroy

Direção: Dave Filoni e Dave Bullock

Audiência: