Posts com Tag ‘Kit Fisto’

Exibido em 12.12.2008 no Cartoon Network

O arco de histórias em torno de Gute Gunray acaba quase sem sua presença, servindo apenas de isca, numa trama elaborada por Conde Dooku. Acontece que o grande vilão, assim como no episódio passado, está pondo seus comandados a duras provas de êxito.

O testado dessa vez é o General Grievous, esse sim o dono do episódio. Grievous também falhou em missões anteriores e já está mais do que hora de mostrar o que sabe fazer (e mais gosta de se ocupar), que é eliminar Jedis pelos cantos do universo.

Mestre Kit Fisto chega ao sistema Vassek no rastro de Grievous, assim como seu antigo padawan, Nahdar Vebb, agora um cavaleiro Jedi. O encontro dos dois é o outro mote do episódio. Depois de tempos sem se encontrarem o novo Jedi parece não ter aprendido todas as lições de seu antigo mestre, sendo muito afoito nas atitudes e com o mau hábito de usar a força a todo instante.

Dentro do covil de Grievous descobrimos um pouco de seu passado. Ele era um guerreiro imbatível e venerado que decidiu receber cada vez mais implantes droids para se tornar mais poderoso. Assim como os implantes o fazem se sentir invencível o é também para Nahdar com o uso da força. Na luta entre os dois sai vitorioso o guerreiro que, no meio de um embate de sabres-de-luz, faz uso de uma trivial arma para vencer. Uma ironia do roteiro desse episódio, porque é justamente assim o seu fim lá na seqüência cronológica da série nos cinemas com o Episódio III.

Nessas referências aos episódios dos cinemas essa série animada às vezes se mostra menos original, mas é sempre aprazível encontrá-las no meio de alguma cena. Uma novidade é o médico droid. A personalidade dele é desenvolvida em várias cenas Insolente, não tem receio de dizer ao seu mestre que acabou ficando avariado por não lutar com competência. Noutro momento é interessante ele se deliciar com os confrontos enquanto os assiste por um monitor.

O episódio oferece uma boa locação com o covil, seus vários corredores e portas de contenção dão um ar de video game. Inclusive com elementos de puzzle como na senha para abrir a porta da sala central e num “chefe de fase” com o monstrinho Gore, que parecia um bicho de muita estimação de Grievous.

No geral, o único defeito é que não há empatia com Nahdar e se perde o choque de sua morte, esvaziando a trama proposta. Duas coisas para se anotar nas estatísticas: a primeira vez que o General Grievous não sai fugindo. Ele se sai vitorioso e ganha pontos com conde Dooku. A segunda que temos o primeiro confronto com ele usando quatro sabres.

Nota desse episódio: ****

Expectativa para o próximo: *****

Roteiro:

Direção: Atsushi Takeuchi

Audiência:

Anúncios