Posts com Tag ‘Plo Koon’

Exibido em 13.10.2008 no Cartoon Network

Numa continuação direta do episódio anterior temos aqui um episódio recheado de elementos clássicos da saga Star Wars.

Primeiro que temos as batalhas espaciais de caça contra caça e caça contra nave. De um lado aquela confusão de tiros lasers para todos os lados e do outro os vôos rasantes sobre as grandes estruturas e tentando escapar dos disparos dos pesados canhões.

Em segundo temos a volta dos grandes seres. A seqüência com as arraias gigantes de Nebray na nebulosa é empolgante.

E por último temos o plano final que remete a falta de um “fim tradicional” do Episódio V. Neste longa George Lucas estabeleceu um modelo no qual todo filme que é a segunda parte de uma trilogia não deve ter uma conclusão tradicional, deixando o encerramento em aberto.

Dito isto fica claro pensar que Shadow of Malevolence é uma segunda parte de um arco de história iniciado em Rising Malevolence. Aliás, quem se der ao trabalho de pesquisar pelo título do episódio seguinte tem a confirmação plena.

Falando em Malevolence ficamos sabendo somente agora que Malevolência é o nome da nave sob o comando do General Grievous, vilão este que estreou muito bem nessa nova série só fazendo cara de mal e com a voz rouca e os punhos cerrados. Fica a expectativa em descobrirmos quem será o primeiro a encará-lo com um (vários) sabre(s) na mão(s).

E já que falamos de elementos clássicos essa é a primeira vez que um sabre não é exibido em nenhuma cena.

Sobre a história em si é apenas um fiapo. Na narração inicial já ficamos sabendo que Anakin planeja um ataque a Malevolence para tentar por um final antecipado a Guerra com a queda de Grievous. De se destacar é a idéia de usar uma estação médica em perigo iminente.

Mestre Plo participa da trama meio como um enfeite, mas acredito que ele terá uma participação mais efetiva na conclusão desse arco e por isso mantiveram a presença agora.

Nota desse episódio: ****

Expectativa para o próximo episódio: *****

Roteiro: Steven Melching

Direção: Brian Kalin O’Connell

Audiência:

Anúncios

Exibido em 10.10.2008 no Cartoon Network

Para compensar que a estréia da série de deu com um episódio solo de Yoda a Cartoon Network programou a exibição seguida de um outro em que a turma toda aparece. Aliás, a ordem dos episódios vem de fábrica (Lucas Animation) assim mesmo.

Rising Malevolence também é um episódio atípico se comparado aos três primeiros que foram ao cinema como um único episódio-piloto. O clima aqui é de pura tensão e suspense. A situação limite em que se encontra o mestre Plo Koon e mais três clones dentro de um casulo de fuga é muito interessante.

São raras nesse episódio as tradicionais cenas padrões de Star Wars, como batalhas espaciais e coreografias com sabres de luz. Essa novidade é aprazível numa série que sabemos de antemão que será longa e tenderá abusar das fórmulas a todo custo.

O mote da história é uma arma misteriosa que já destruiu inúmeras frotas e que gera uma maior apreensão pelos ataques não deixarem nenhuma testemunha. Sem muita enrolação o mestre Ploo perde as naves em seu comando e fica a deriva no espaço.

A tal arma misteriosa é um tipo de protótipo daquela usada na Estrela da Morte do Episódio IV e VI, ou ao menos a referência é provocativa nesse sentido. Trata-se de uma arma de raios íons que neutraliza todos os sistemas das naves. Sem sistemas de defesas, ataques ou comunicações a derrota é certa. A escapatória das tripulações das naves é pular nos botes salva-vidas.

Uma boa sacada do roteiro é como os náufragos espaciais são abatidos. Ao invés dos droids caçadores se aproximarem e abrirem fogo eles calmamente desparafusam o “para-brisa” dos casulos, fazendo com que os tripulantes sejam ejetados para o vácuo frio e mortal.

Graças a um vínculo afetivo entre Ahsoka e Mestre Plo, Anakin consegue resgatar os únicos sobreviventes e então quebrar o ciclo de ataques vitoriosos dos separatistas. A importância dessa nova arma com certeza renderá boas histórias no futuro.

Nota desse episódio: *****

Expectativa para o próximo: *****

Roteiro: Steven Melching

Direção: Dave Filoni

Audiência: